6 construções incríveis e completamente inúteis

Conheça uma série de estruturas interessantes e sem nenhuma finalidade.

Apesar de a maioria dos edifícios serem projetados com uma finalidade específica, a verdade é que não faltam por aí estruturas incríveis que não servem para nada além de enfeitar o espaço no qual foram construídas. Essas obras são conhecidas na arquitetura como “folly” — de insano, disparate, frívolo — e exemplos típicos ainda podem ser encontrados em jardins e paisagens da Europa.

Foi pensando nisso que o pessoal do site Twisted Sifter reuniu algumas dessas estruturas extravagantes que, além de servirem como expressão artística do arquiteto que as projetou, não possuem nenhuma utilidade funcional. Confira:

1 – Broadway Tower

Localizada em Worcestershire, na Inglaterra, a torre acima está situada no topo de um morro próximo ao vilarejo de Broadway, e conta com 17 metros de altura. Projetada por James Wyatt em 1794, a estrutura foi construída para Lady Coventry e se parece a um minicastelo. Ela foi construída unicamente para que a nobre dama conferisse se um farol poderia ser avistado desde a sua casa, a 35 quilômetros de distância. A resposta? Sim… o farol podia ser visto de lá.

2 – Pirâmide Ballandean

A curiosa pilha de pedras em forma de pirâmide está localizada próximo ao vilarejo de Ballandean, em Queensland, na Austrália, contando com 15 metros de altura. Ela é composta por blocos de granito da região, e custou AU$ 100 mil (cerca de R$ 210 mil) para ser construída. A pirâmide está situada em um vinhedo da região, e foi erigida — em um período de 8 meses — porque o antigo dono da propriedade não sabia o que fazer com tantas rochas.

3 – Obelisco de Conolly

Também conhecido como Conolly’s Folly, o obelisco da imagem, localizado próximo a Celbridge e Maynooth, na Irlanda, embora seja inútil, teve a sua construção motivada por uma boa causa. Financiado por Katherine Conolly, ele serviu para dar emprego a centenas de pessoas durante um período de fome que atingiu a região, entre 1740 e 1741. Projetado por Richard Castle, a estrutura conta com 42 metros de altura.

4 – Rushton Lodge

Com formato triangular, Rushton Lodge, situado em Northamptonshire, na Inglaterra, foi construído por Sir Thomas Tresham entre 1593 e 1597. O edifício simboliza a Santa Trindade, e foi projetado como forma de protesto, para representar a fé de Tresham, que era católico e ficou 15 anos preso por se recusar a se converter ao protestantismo.

Sua crença na Santa Trindade está espalhada por toda a estrutura através do número “três”: Rushton Lodge conta com três paredes de três pés de comprimento (pouco mais de 10 metros), com três janelas triangulares e três gárgulas cada uma, além de contar com três andares e três textos em latim — com 33 letras cada um — escritos nas três fachadas do edifício.

5 – Ninho da Andorinha

O pequeno castelo acima — com apenas 20 metros de comprimento por 10 metros de largura — está localizado próximo a Yalta, na península da Criméia, ao sul da Ucrânia. Construído entre 1911 e 1912 sobre um paredão de rocha de 40 metros de altura, o responsável pelo projeto foi o arquiteto russo Leonid Sherwood. Sua utilidade é meramente decorativa.

6 – Sway Tower

Também conhecida como Peterson’s Folly, esta incrível torre está localizada em Hampshire, na Inglaterra, e conta com 66 metros de altura, além de ser a estrutura não reforçada de concreto mais alta do mundo. A torre é de 1885 e foi projetada por Andrew Thomas Turton Peterson, que se inspirou nas estruturas que viu durante o período que permaneceu na Índia. Apenas as janelas da Sway Tower contam com suportes de ferro.

Fonte

Postagens relacionadas
Leave a reply